domingo, 16 de outubro de 2011

Alef Beit – Alfabeto Hebraico



História

O hebraico não foi usado como uma língua falada por aproximadamente 2.300 anos, ou seja, foi considerada uma língua morta, assim como o latim. Contudo, os judeus sempre dedicaram muito esforço para manter altos níveis de alfabetização entre eles, com o principal propósito de permitir a todo judeu consultar como se estivesse manipulando os originais da Bíblia hebraica e as obras religiosas que a acompanham.

O hebraico foi também usado como uma língua de comunicação entre os judeus de diferentes países, particularmente com o propósito de facilitar o comércio internacional.

A mais importante contribuição para a preservação da leitura (sem pronúncia) do hebraico tradicional nesse período foi aquela dos massoretas, ocorrida do século XII ao X . Eles criaram algumas marcações suplementares para indicar a posição onde deveriam existir vogais, assim como a acentuação tônica e os métodos de recitação. Desse modo, os textos originais hebraicos que usavam apenas as consoantes passaram a contar com as vogais, entretanto, algumas consoantes foram usadas para indicar vogais longas.


Ressurreição



A ressurreição do hebraico como língua mãe foi iniciado com os esforços de Eliezer Ben Yehuda. Ele juntou-se ao Movimento Nacional Judaico e emigrou para a palestina em 1881.


Motivado pelos ideais que o circundavam de renovação e de rejeição do estilo de vida dos judeus da diáspora, dedicou-se a desenvolver uma nova língua que os judeus pudessem usar para a comunicação do dia-a-dia.

Ben Yehuda baseou o hebraico moderno no hebraico bíblico.



O hebraico moderno é escrito com um alfabeto conhecido como " quadrático” e tem sido a língua de numerosos poetas. Existem atualmente quatro versões de escrita hebraica, o hebraico moderno impresso, o manuscrito, o hebraico antigo Rashi e o hebraico da Toráh chamado de Ashurita.

Promoção

Aprenda a Língua Original da Bíblia!

Conheça a Bíblia mais do que nunca! Espie através da janela do texto original hebraico para adquirir um conhecimento mais profundo da Bíblia e ainda ganhe uma passagem para Israel!





Links para aprender Hebraico







Um comentário:

  1. linda iniciativa com esse blog. Parabéns!
    Kol tuv ubehatzlacha!

    ResponderExcluir