domingo, 30 de dezembro de 2012

As Quatro Estações


 
 
 

Esta matéria me chamou atenção por causa das informações sobre a cultura israelense. A autora não me pareceu muito feliz por estar vivenciando isso no dia a dia em Israel. Então, cortando algumas críticas vamos encontrar as nossas tão famosas Israelidades:


“Em Israel, a vida é regida pelas quatro estações. De roupas a comida, tudo vai mudando da primavera ao outono, do verão ao inverno.

Alguns exemplos:

Melancia - Aqui, só come-se melancia no verão. No inverno, é impossível achar a fruta nos supermercados. E mesmo se fosse vendida, suponho que ninguém compraria. Comer melancia quando está frio? Não em Israel. Assim como morangos e tangerinas são frutas para serem consumidas no inverno.

O “bombom Garoto” israelense é o “Crembo”, uma espécie de nhá benta. O chocolate de fora é fino demais, o creme de dentro é doce de menos. Mas o problema é que só é vendido no inverno. E os sorvetes – produtos que, ao contrário, são abundantes no verão e que quase somem no inverno.

Sapatos -  Chinelos, só se vendem, aqui, no verão. Botas, só no inverno. E se você quiser comprar na estação “errada”, problema seu. Nenhuma loja vende todos os tipos de calçados o ano todo.

Roupas em geral - A mesma ideia dos sapatos. Se por acaso você decidir viajar para outro país, com estações trocadas, ou apenas desejar vestir um casaquinho durante o verão, pode esquecer. Não há uma loja sequer que tenha, nem no depósito, um item designado à outra estação.



Guarda-chuvas. É como se não existissem na primavera e no verão. Até porque nunca, nunquinha, chove por aqui entre abril e outubro. Você pode marcar eventos, como casamentos e aniversários, a céu aberto sem a menor preocupação com nuvens e pingos d’água.

Meus neurônios estão reaprendendo a viver num mundo dividido em quatro momentos, nos quais os israelenses se acostumaram a “cumprir” certas missões.

No verão, por exemplo, vão todos à praia e à piscina. Todos compram sandálias “Havaianas” (uma febre por aqui) e se empanturram de sorvete.



Na primavera, é hora de lotar os parques e jardins para ver flores (os israelenses sabem os nomes de todas as árvores e flores possíveis…).




No inverno, vistam seus casacões e rumem para o Monte Hermon, a única estação de esqui do país.



No outono… Não sei, mas com certeza há algo específico para se fazer no outono..."



 
Texto de Daniela Kresch - 2011



Daniela Kresch Shahar nasceu em 10 de dezembro de 1968, no Rio de Janeiro (RJ). Graduou-se em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio (PUC).

Acesse Revista Época



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário