sábado, 20 de novembro de 2010

Apagando o passado ?


Polônia, palco de um dos episódios mais triste da História da Humanidade, está novamente em evidência:






A construção da mais alta estátua de Cristo do mundo, mais alta inclusive que a do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, foi concluída à tarde em 06/10 em Swiebodzin, oeste da Polônia.

A estátua mede 36 metros de altura, contra 33 do Cristo carioca, e foi instalada sobre uma colina com 16 metros de altura.



Tal como o Cristo Redentor, a estátua de Swiebodzin, cidade de 40 mil habitantes, é completamente branca, tendo como única diferença uma coroa dourada de três metros de altura.

Sylwester Zawadzki, padre da paróquia da Divina Misericórdia, em Swiebodzin, lançou o projeto da construção há cinco anos, com o objetivo de atrair mais visitantes para a cidade, aumentando o turismo local.

Ao sul da Polônia encontramos Auschwitz-Birkenau o mais horrendo dos Campos de Concentração onde o número total de mortes produzidas está ainda em debate, mas se estima que entre um milhão e um milhão e meio de pessoas morreram ali.





O Gueto de Varsóvia - foi o maior gueto judaico estabelecido pela Alemanha Nazista na Polônia, que nos três anos da sua existência, a fome, as doenças e as deportações para campos de extermínio reduziram a população estimada de 380 000 para 70 000 habitantes.


Cerca de 50 000 documentos históricos, incluindo ensaios sobre vários aspectos da vida no gueto, diários, memórias , coleções de arte, jornais ilegais, desenhos, trabalho escolar, posters, bilhetes de teatro, receitas, notas das aulas, etc. foram escondidos dos alemães em três locais separados, fornecem-nos hoje esclarecimento sobre a vida no gueto.





A construção dessa estátua seria uma forma de apagar o passado? De mudar o foco para uma nova realidade? Ou um método de reconciliação com o Mundo?




Progressos e religiões à parte, essa nova “visão” de um lugar “arrependido” e “convertido” tornou-se notícia em todo mundo!



Marion Vaz

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Gueto_de_Vars%C3%B3via

Nenhum comentário:

Postar um comentário